layout Posted by Picasa

terça-feira, maio 01, 2007

Eu tô me mudando. Tenho 29 anos e ainda moro com meus pais. Sim, eu ainda moro com meus pais. Agora tô indo morar na Glória (aleluia!). Morar aqui em Jacacity (jacarepaguá) é legal. O jardim daqui de casa é incrível. Difícil descrever mas vou tentar: meu pai adora plantas, então o jardim é cheio de plantas (a maioria bromélias) bem cuidadas...é quase um jardim botânico...vá lá, quase um horto...bem, enfim, tô floreando muito essa estória. Mas é bem bacana mesmo. Temos umas 30 tartarugas que vivem, obviamente, no tartarugário. Temos gatos e uma cadela e os micos vem comer bananas no pinheiro. - Mas Daniel, banana em pinheiro? - É...meus pais dão bananas pros micos...eles agradecem cagando em cima do carro. É o ciclo da vida...aprendi isso com o clássico da Disney, "Rei Leão". Aprendi muita coisa com o Rei Leão. Por exemplo, que não devemos confiar em hienas e que babuínos dão ótimos parteiros.
Mas voltando ao assunto, até um casal de tucanos aparece de vez em quando por aqui. Outro dia acordei com um pato selvagem. Te juro. Não acreditei quando ouvi aquele "quack!" que a gente só ouve em desenho animado. Ele era preto. A cara do patolino (preconceito...todo pato preto parece o patolino?).
Vai ser uma transição difícil mas necessária. Jacarepaguá é longe pra caralho...só se for de carro.
Agora, ali na Glória tem metrô na frente do prédio! Vou aposentar o carro, só vou de underground daqui pra frente. Adoro metrô. Quando era moleque e ia visitar meu pai no trabalho, ficava maravilhado de andar no metrô. Carro é muito perigoso, não gosto. A gente tem sempre que estar atento a tudo... é estressante realmente. Daqui pra frente só vou ter que tomar cuidado pra não cair no buraco do metrô...afinal, é fácil cair ali. A única coisa que te separa daquele vão é uma linha amarela pintada no chão, do mesmo tipo que se coloca em frente aos quadros numa exposição. E neguinho tá sempre ultrapassando. Digo, nas exposições. Nego adora colar a cara nos quadros...parece até que estão tentando encontrar o Wally.
Enfim, hoje fui lá no apartamento ver como tava indo o sinteco, que é, pra quem não sabe, uma coisa meio aviadada que a gente passa no chão de taco pra ficar mais bonito. Abri a porta e senti como se alguem tivesse esfregado cebola fatiada nos meus olhos. Era como o enxofre do inferno, não dá pra descrever. Fechei a porta rápido porque já estava sentindo a mutação no meu dna. Consegui fechar a tempo de não desenvolver um terceiro olho no meio da testa.
Mas é isso.
Ps: Se alguém que lê esse blog trabalhar na Suvinil ou Rei das tintas, por favor, peço encarecidamente que coloquem uma alça nas latas de tinta com mais de 20 quilos. Quase tive um teto preto quando levantei aquela porra.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home